Loading

Carlos Taveira (Piri)

São Paulo, Prisão de Luanda

São Paulo, Prisão de Luanda

2019

Guerra & Paz, Editores, Lisboa, 2019
Clique aqui para comprar
Memórias, 186p, ISBN 978-989-702-451-1
Memórias de uma prisão política angolana pós-independência, 1976-7979.


Em finais de 1976, a cadeia de São Paulo, em Luanda, estava nas mãos da DISA, a polícia política do regime angolano sob a presidência de Agostinho Neto, quando Carlos Taveira, acusado de pertencer à Organização Comunista de Angola (OCA), foi preso sem direito a defesa ou a julgamento, como tantos outros.


Excerto

«– Não te mexas, estás colocado – ouvi alguém gritar, com um forte sotaque luandense, ao sair da porta do elevador.
Postado à minha frente, erguia-se um grande militar, em uniforme camuflado, apontando-me uma Kalashnikov. Um tipo à civil apareceu e espetou-me uma pistola no estômago enquanto o outro me revistava.
– Entra, senta-te e não fales com ninguém – grasnou o homem bruscamente, sem se apresentar, abrindo a porta do apartamento onde só uma ligeira luz brilhava. Deparei-me com dois amigos meus sentados e com ar preocupado. Estavam guardados por outros militares armados. […]
– Somos da segurança de Estado. […]
Começou assim uma nova etapa da minha vida…»





Nenhum comentário


Deixe o seu comentário: